• VENDAS
  • 19 99150-2677
  • popiacentini@popiacentini.com.br

Pó Piacentini no Rio Open

quadra1-rioopen16

Pó Piacentini no Rio Open

O Pó Piacentini esteve presente no Rio Open 2016 como fornecedor do 100% caco de telha moído. Confira o vídeo da organização trabalhando com os nossos produtos.

O maior evento de tênis da América do Sul, ATP 500, teve como vencedor o uruguaio Pablo Cuevas, que derrotou o argentino Guido Pella e conquistou o Rio Open pela primeira vez. Cuevas, que recebeu premiação de R$ 1.217.749,50, comemorou o fato de um tenista sul-americano vencer o Rio Open – nas outras duas edições os campeões foram os espanhóis Nadal, em 2014, e David Ferrer, em 2015. “Os espanhóis estão dominando os torneios no saibro, por isso foi importante termos dois sul-americanos disputando a final aqui”, disse Cuevas, que não alcançava uma decisão desde abril do ano passado, em Istambul. O uruguaio só enfrentou jogadores canhotos na competição. “Foi algo muito raro, porque talvez o circuito tenha uns 20% de canhotos. De uma certa maneira foi bom pra mim, porque não tive que mudar muito minha tática”, contou. Pella lamentou a derrota, mas tentou ver o lado positivo. “Foi a primeira vez que chego a uma final de um torneio desse nível. Fizemos um bom jogo, e ele foi melhor e mereceu o título. Tenho muito o que melhorar e vou seguir trabalhando”, disse o canhoto, que chegou ao torneio como 71º do ranking e ficará próximo dos top 40 nesta segunda, sua melhor posição na carreira.

Entre as mulheres, a italiana Francesca Schiavone fez valer sua maior experiência e derrotou a jovem norte-americana Shelby Rogers, de virada, por 2 sets a 1 e conquistou o título do Rio Open 2016.

Os colombianos Juan Sebastian Cabal e Robert Farah, cabeças de chave número 2 do torneio, conquistaram pela segunda vez na carreira o título de duplas do Rio Open. Campeões da primeira edição, em 2014, Cabal e Farah repetiram o feito com a vitória na decisão sobre os espanhóis Pablo Carreno Busta e David Marrero por 2 sets a 0, com parciais de 7/6 (5) e 6/1.

admin
admin

Leave a Comment